em

O melhor e o pior de Anaheim 1

A vitória de Musquin, as calças de Tomac, o regresso de Roczen? Vamos olhar para o que aconteceu em Anaheim 1!!

Começamos pelas 250! Uma classe repleta de talento, que contribuiu para um grande espetáculo durante toda a noite!

ActionCam GearBest

O MELHOR das 250

Shane McElrath está um nível acima! O piloto da KTM não deu hipóteses à concorrência e controlou toda a corrida! Depois do azar sofrido em Dallas que o deixou fora da luta pelo titulo em 2017, vai ser difícil parar McElrath em 2018!
Aarom Plessinger conseguiu começar bem! O piloto da Yamaha já mostrou talento nas ultimas duas temporadas, mas só aparecia nos finais de campeonato. Agora começou rápido e logo com um 2º lugar!
Adam Cianciarulo na confiança máxima! O arranque no foi o melhor, mas atacou com confiança e andou perto do 2º lugar! Depois de ter finalmente conseguido completar um ano sem lesões, Cianciarulo mostra confiança máxima, e uma clara demonstração de força dos três primeiros em Anaheim.
É importante realçar algo mais em termos positivos nesta classe, a competitividade! Já não se via uma final de 250 com tanto talento e ritmo há muito tempo! Do 1º ao 8º lugar, estão pilotos que podem consegui vencer a qualquer altura! Isto promete!

O PIOR das 250

Justin Hill nem parece o mesmo! Com o #1 na sua mota, o piloto da Suzuki esteve muito abaixo do esperado! O arranque não foi o melhor, mas passou a noite na disputa com Chase Sexton e Mitchell Oldenburg. Não é ali o lugar do campeão, e precisa de reagir rapidamente, embora se tenha queixado de “arm-pump”!

Alex Martin não esteve muito bem. Arrancou na frente mas foi perdendo lugares, acabando mesmo por cair e fraturar uma clavícula.

Passamos agora para as 450, que apesar de ter sido uma prova muito morna na luta pela vitória, foi reveladora de um ano que promete ser fantástico!

O MELHOR das 450

Marvin Musquin parecia uma reencarnação de Ryan Dungey! O francês agarrou o papel de piloto principal com unhas e dentes, e fez lembrar Dungey ao longo de toda a noite! Foi seguro na eliminatória, não correndo riscos, e na final, apesar de um arranque menos bom, saltou rapidamente para os lugares da frente. Viu a tarefa facilitada pelo erro de Tomac, mas mostrou que é ele o grande candidato.

Jason Anderson assumiu o papel certo! Com um andamento rápido e agressivo, o piloto da Husqvarna conseguiu andar de trás para a frente, concluindo com o 2º lugar da noite. Temos candidato!

Justin Barcia!!!! Sem duvida a grande surpresa! Depois de ter ficado sem contrato, aproveitou a lesão de Millsaps para mostrar que merece um guiador oficial! Liderou e conseguiu regressar ao pódio, e parece que é ele a melhor opção da Yamaha para os lugares da frente!

Ken Roczen está de volta! Certamente uma noite com muitas emoções para o piloto da Honda, que regressou com bom ritmo, e mesmo depois de um grande susto a meio da final, manteve a concentração para ser 4º. Vai precisar de mais algumas provas para ganhar confiança, mas é 100% certo que vai estar na luta pela vitória este ano!

Mais dois extras, Weston Peick salvou as honras da Suzuki. Boa corrida, seguro e apesar de não ser um piloto para vencer, é claramente um piloto de Top5. Chad Reed, com muito pouco treino e adaptação à nova mota, apareceu e somou pontos!

O PIOR das 450

Eli Tomac….Arrancou bem, estava  a dominar a final, e mais uma vez errou. No SX, o #3 parece estar amaldiçoado, e os erros aparecem sempre nos momentos de maior pressão. O ano passado cedeu sempre que usou a placa vermelha, e foi dominador sempre que estava na perseguição. Este ano começou de igual forma, com uma queda que é claramente resultado de falta de concentração, e provocou um problema nas calças, que o levaram ao abandono. A equipa informou que tinha sido uma lesão no ombro, mas a linguagem corporal do piloto não indicou nenhuma lesão, mas sim o tal problema com as calças. Veremos como está no próximo sábado.

Cooper Webb está longe do que se espera. Apesar de ter mostrado atitude na eliminatória, não conseguiu melhor que um fraco 10º lugar na final. Começam a cair por terra as esperanças de ver Webb na frente nas 450.

Nota ainda para as lesões de Dean Wilson e Benny Bloss.

O espetáculo vai estar certamente ao rubro já no próximo sábado, em mais um SX a não perder!

Ethen Goggles

A incrível queda de Joaquim Rodrigues Jr – Vídeos

Resumo da 3ª Etapa do Dakar