em

MX das Nações – O que esperar?

Está quase a chegar o MX das Nações 2018, e com tantas alterações de última hora, o que podemos esperar?

Começando pelos principais candidatos, parece que a França tem a tarefa mais difícil. Manter a série vitoriosa vai precisar de muita inspiração! Se Dylan Ferradis é um candidato à vitória em MX2, a forma recente de Gautier Paulin deixa algumas dúvidas sobre a sua capacidade de estar na frente. E isto seria ainda mais preciso, tendo em conta que Jordi Tixier está longe do ritmo para lutar pela vitoria. São sempre uma seleção forte, mas a vitoria deve ser bem complicada.

ActionCam GearBest

A jogar em casa, é o tudo ou nada para os americanos. Com resultados pouco convincentes nas últimas participações, é a hora de dar o tudo por tudo para trazer os EUA ao topo do pódio novamente. Eli Tomac está num grande momento de forma, tal como Aaron Plessinger, e Justin Barcia é um bom terceiro elemento. Assumem o papel de favoritos, mas há uma seleção que os vai querer bater!

Mais fortes do que nunca, os holandeses querem o título que falharam por muito pouco, nas últimas duas edições. Em primeiro lugar, vai ser bom de se ver o duelo de Helrings com Tomac, que serve também para medir forças entre MXGP e AMA MX. E para alegrar ainda mais, Herlings tem a melhor companhia dos últimos três anos. Glenn Coldenhoff está em boa forma, e Calvin Vlaanderen é um dos pilotos de MX2 mais rápidos do momento! Isto promete!!!!

Bélgica tem uma boa equipa, mas longe de ser uma séria candidata à vitoria, tal como a Grã-Bretanha. A Itália ficou com uma seleção mediana, fruto da saída por lesão de António Cairoli, tal como a Suíça que fica sem Arnaud Tonus.

E nós????

Bem, para Portugal, é uma jornada especial. Claramente que a qualificação continua a ser o objetivo, mas caso consigam, será sem dúvida uma grande vitória! Com as alterações de última hora, Rui Gonçalves continua a ser o capitão, mas claramente, fora da grande forma que apresentou durante anos, quando era um piloto a tempo inteiro no MXGP, e que estava sempre nos lugares cimeiros.
Além disso, em MX2, vai o piloto mais jovem de sempre, pois Luís Outeiro tem 15 anos feitos de fresco, e muito ainda para aprender. E é isso mesmo que mais importa, aprender com os melhores!
Diogo Graça vai fazer uma estreia, dentro da estreia! Primeira vez no MX das Nações, e primeira prova oficial de 450! Um grande desafio para o jovem, que certamente irá dar o seu melhor, e aproveitar para evoluir junto dos melhores.

O desafio é grande, mas nós cá estamos para apoiar!!!

Ethen Goggles

Carson Brown – The Best Of

Portugal ficou perto da qualificação no MX das Nações