em

Luis Oliveira vence na Lousã

Luis Oliveira - Foto de Arquivo

Pela 22ª vez a vila da Lousã recebeu o campeonato nacional de enduro. Em ano de elevada competitividade o Montanha Clube preparou uma corrida considerada por muitos como a mais dura e exigente da temporada, com excelentes especiais e alguma lama a condimentar o evento tornando a prova ainda mais técnica e mais ‘endurista’.

Sendo a quarta paragem no calendário, quinta pontuação depois da dupla ronda da Régua, a prova lousanense marcou igualmente a viragem no campeonato, pois ficam a faltar três rondas e quatro pontuações até ao final do ano.

ActionCam GearBest


Com centro nevrálgico no Aeródromo da Lousã, onde estava o parque-fechado e também duas das três especiais, foi este o ponto de maior aglomeração de público que facilmente acompanhava as Extreme e Cross Test, bem como o trabalho de assistência por parte de pilotos e equipas no final de cada volta aos cerca de 40 quilómetros desenhados pela experiente equipa do clube anfitrião.

Na primeira metade da jornada foi Diogo Ventura quem assumiu o comando da caravana face ao líder do campeonato, Luis Oliveira, mas na entrada para as duas voltas finais Oliveira assumiu o primeiro lugar e não mais largou essa posição apesar dos esforços de Diogo Ventura em levar a melhor sobre o rival, que venceu com pouco menos de quinze segundos de vantagem sobre o campeão em título, ficando a terceira posição nas mãos de Gonçalo Reis a quase minuto e meio do vencedor. João Vivas foi o quarto classificado na frente de Rui Gonçalves que uma semana depois de ter estado na pista do Crossódromo Internacional de Águeda para se despedir do mundial de motocross, fez a sua estreia no enduro com o quinto posto absoluto.

Luis Oliveira venceu assim pela terceira vez em cinco jornadas pontuáveis, dilatando a sua vantagem no campeonato absoluto e também na classe onde foi igualmente vencedor, tal como Diogo Vieira na E1, onde mantem a invencibilidade. Na Open foi também o cada vez mais crónico vencedor Nuno Oliveira a levar a melhor sobre a concorrência.

Entre o pelotão dos Verdes que cumpriram três voltas ao percurso ao invés de quatro, Gonçalo Oliveira venceu em Verdes 1 e também na Youth Cup, Diogo Parente em Verdes 2 e na classificação absoluta das três classes da categoria, cabendo novamente a Nuno Cação a vitória em Verdes 3. Nos Veteranos Nuno Freitas foi novamente o melhor e nas Senhoras foi Rita Vieira quem quebrou a hegemonia de Joana Gonçalves e assinou a sua primeira vitória do ano. Na Enduro Cup, que realizou duas voltas ao percurso e respectivas especiais, vitória para Gonçalo Salgado na primeira ronda do ano onde as 50cc a dois-tempos foram melhores que as 125cc a quatro-tempos que dominam desde a primeira prova da categoria em Góis. Em Super-Veteranos vitória de Pedro Sarreira e Miguel Antunes levou mais uma vitória para casa nas Vintage.

A próxima prova do campeonato realiza-se no dia 20 de Maio na cidade Águeda.

Texto ded FMP

Ethen Goggles

Conheça as nossas Enduristas – Bruna Antunes

Nacional de MX segue no Granho