em

Gosto

ISDE – Portugal reforça posição

Terminado o quarto dia, Portugal reforça o seu 6º posto, quando falta apenas um dia de Enduro, e depois a final com a prova de Motocross.

Os australianos continuam em grande forma, já com uma vantagem de 5m50s sobre os EUA. No entanto, já têm uma desistência na equipa, e qualquer deslize poderá complicar as contas. Os americanos, estão igualmente a bom ritmo, contando com 4 minutos de diferença para os italianos, que permite à equipa jogar de forma segura, na espetativa de algum deslize dos lideres.
Para a França, tudo na mesma, com o 4º lugar isolado, sendo que a Espanha terá poucas possibilidades de se aproximar.

Quanto a Portugal, o 6º lugar é atualmente uma posição segura, com mais de 5 minutos de avanço para a Republica Checa. No entanto, os espanhóis já só têm três pilotos em prova, o que lhes retira a margem de erro.

Rui Gonçalves é o melhor em termos individuais, com grande crescente de dia para dia, sendo já 11º da classe E2 e 19º da classificação geral, superando Christophe Nambotim e Cristobal Guerrero.

Luís Oliveira foi o 6º melhor da classe E1, ocupando o 8º posto da classe no somatório dos quatro dias. Na geral, ocupada um positivo 29º posto.

Gonçalo Reis mantém uma prestação regular e em bom plano, ocupando o 13º posto da classe e 38º da geral, logo na frente de Diogo Ventura. Depois de um primeiro dia muito positivo, tem sentido dificuldades em ter um bom ritmo, estando atualmente em 16º da classe e 39º da geral.

Entre os Juniores, a Itália continua a dominar por completo, seguida pelos EUA e França. Em termos nacionais, tem sido uma prova repleta de azares. Tomás Clemente abandonou após um problema que sofreu na sua moto, enquanto Gonçalo Sobrosa teve grande dificuldades com pedra no rim, levando mesmo ao abandono. Rodrigo Belchior mantém a sua aprendizagem nesta estreia no ISDE.

Prova exemplar das portuguesas na classe feminina. Firmes no 6º lugar da geral, tem sido Rita Veira tem sido a melhor atleta nacional, estando atualmente num espetacular 13º posto, logo na frente de Joana Gonçalves, que tem sido bastante rápida em alguns dias, mas a sofrer com uma passagem menos boa numa das especiais e a penalização na fase inicial da prova. Bruna Antunes tem tido uma prova de grande esforço, ainda a recuperar da lesão, mas conseguindo superar dia após dia.

Amanhã é um dos dias mais importantes!!! FORÇA PORTUGAL!!!!!

Ethen Goggles

ISDE 2018 – Inicio morno da seleção nacional

Hugo Basaúla foi 13º no Supercross de Paris